Todos los caminos conducen a las… PERSONAS

Version: Spanish, English, Portuguese


Hoy os quiero recomendar un libro, un libro que he disfrutado, con el que me he reído y que definitivamente se ha convertido en una herramienta de trabajo. Se titula ¿LE HARÍAS ESO A TU MADRE?  de @JeanneBliss. Lectura obligada para cualquiera que quiera poner en el centro de su estrategia a LAS PERSONAS, sean estas clientes, empleados o cualquiera que intervenga en la cadena de valor.

En las organizaciones, en general, tenemos la costumbre de definir  procesos y tareas sin tener en cuenta lo que realmente ocurre puertas afuera. Vemos como, dentro, todo el mundo realiza su tarea perfectamente, pero  el cliente se pierde entre tanto embrollo. @JeanneBliss, utilizando ejemplos de casos reales de todo tipo de empresas, nos hace visible situaciones básicas que ocurren en los negocios y que nada tiene que ver con la tecnología y si con reglas y procesos inflexibles, que limitan la capacidad de reacción de las personas y no tienen en cuenta las emociones y dignidad de los clientes.

Está claro que nadie hace estas cosas de forma deliberada, simplemente no se está teniendo en cuenta  la realidad  que viven nuestros clientes, nuestros empleados, … en definitiva, todos los que dan vida al proceso. Ponerse en sus zapatos, hacerse la pregunta ¿LE HARÍAS ESO A TU MADRE?  sería una forma sencilla de sacarnos de nuestra forma de hacer las cosas imaginándonos  a alguien importante para nosotros y cómo respondería y se sentiría para corregir  nuestras acciones y comportamientos frente a nuestros clientes, empleados y todos los que intervienen en la cadena de valor.

En un mundo en que hay mucho de todo, va a ser la calidad de las conexiones en toda la organización y la componente humana, la que lleve a los clientes, empleados y proveedores a elegir con quien se quedan.

@JeanneBliss te invita a pensar como un cliente, buscando convirtamos a nuestra empresa, en una empresa de la que NUESTRAS MADRES SE SIENTAN ORGULLOSAS,  #makemomproud.  Pensando  en lo que tu madre significa para ti e imaginando cómo podría impactarla, nos hace ver, a través de sus consejos, como este simple enfoque, puede generar un cambio significativo con un impacto muy positivo en la ORGANIZACIÓN Y EN EL CLIENTE.


All roads lead to ... PEOPLE


Today I want to recommend you a book, a book that I have enjoyed, with which I have laughed and that has definitely become a working tool. Its titled is WOULD YOU DO THAT TO YOUR MOTHER? from @JeanneBliss A must-read for anyone who wants to put PEOPLE at the center of their strategy: customers, employees or anyone else involved in the value chain.

In organizations, in general, we have the ability to define processes and tasks without taking into account what really happens outside. We see how, inside, everyone accomplishes their task perfectly, but the client is completely lost. @JeanneBliss, using examples of real cases of all types of companies, makes us visible, basic situations that occur in business and that has nothing to do with technology and yes with inflexible rules and processes, which limit the ability of people to react not taking  into account the emotions and dignity of customers.

It is clear that nobody does these things deliberately, plainl,  is not taking into account the reality of our customers, our employees, ... and all those who give life to the process. Putting yourself in their shoes, asking yourself the question, WOULD YOU DO THAT TO YOUR MOTHER? it would be a simple way to get us out of our way of doing things by imagining someone important to us and how we would respond and feel to correct our actions and behaviors towards our customers, employees and all those involved in the value chain.

In a world where there is a lot of everything, it is going to be the quality of connections throughout the organization and the human component, which leads customers, employees and suppliers to choose with whom they stay with.

@JeanneBliss invites us to think like a customer, looking to convert our company, into a company that OUR MOTHER FEEL PROUD OF, #makemomproud. Thinking about what your mother means to you and imagining how it could impact her, makes us see, through their advice, as this simple approach, can generate a significant change with a very positive impact on the ORGANIZATION AND THE CLIENT.


Todos os caminhos levam a ... PESSOAS


Hoje quero recomendar-lhe um livro, um livro de que gostei, com o qual ri e que definitivamente se tornou uma ferramenta de trabalho. Seu título é VOCÊ FARIA ISTO A SUA MÃE? de @JeanneBliss Uma leitura obrigatória para quem quer colocar as pessoas no centro de sua estratégia: clientes, colaboradores ou qualquer outra pessoa envolvida na cadeia de valor.

Nas organizações, em geral, temos a capacidade de definir processos e tarefas sem levar em conta o que realmente acontece fora. Vemos como, internamente, todos realizam sua tarefa perfeitamente, mas o cliente está completamente perdido. @ JeanneBliss, usando exemplos de casos reais de todos os tipos de empresas, nos torna visíveis, situações básicas que ocorrem nos negócios e que nada tem a ver com tecnologia e sim com regras e processos inflexíveis, que limitam a capacidade de reação das pessoas e não tem em conta as emoções e a dignidade dos clientes.

É claro que ninguém faz essas coisas de forma deliberada, simples, não está levando em conta a realidade de nossos clientes, nossos colaboradores, ... e todos aqueles que dão vida ao processo. Colocando-se no lugar deles, fazendo a si mesmo a pergunta, VOCÊ FARIA ISTO A SUA MÃE? seria uma maneira simples de nos tirar da maneira de fazer as coisas imaginando alguém importante para nós e como reagiríamos e sentiríamos para corrigir nossas ações e comportamentos em relação a nossos clientes, colaboradores e todos os envolvidos na cadeia de valor.

Em um mundo onde há muito de tudo, vai ser a qualidade das conexões em toda a organização e o componente humano, que leva clientes, colaboradores e fornecedores a escolher com quem ficar.

@ JeanneBliss nos convida a pensar como um cliente, procurando converter nossa empresa, em uma empresa que NOSSA MÃE SE ENTE ORGULHOSA #makemomproud. Pensar no que sua mãe significa para você e imaginar como isso poderia afetá-la, nos faz ver, através de seus conselhos, que essa abordagem simples pode gerar uma mudança significativa com um impacto muito positivo na ORGANIZAÇÃO E NO CLIENTE.

Raquel SerradillaComment