CAMBIAR HACIENDO

Version: Spanish, English, Portuguese


Aprovechando que mañana es el Día internacional de la Mujer, es un buen momento para preguntarnos y tú, después del #IWD2018 ¿Qué has hecho?.¿Cómo has contribuido  a que las cosas cambien a mejor? Está claro que un mundo equilibrado,  un mundo diverso es un mundo mejor, y aunque podríamos hablar de muchos tipos de diversidad, hoy toca hacer un zoom en la diversidad de GÉNERO. ¿Cómo puedes ayudar a forjar un mundo donde haya igualdad de GÉNERO? Si queremos que las cosas sucedan, tenemos que provocarlas, no podemos dejar esta tarea sólo en manos de las instituciones y organismos públicos

Como mujer directiva en un ámbito tan relevante a día de hoy como son las TIC, tuve claro que  tenía que aportar mi granito de arena ayudando como pudiese a las nuevas generaciones de niñas y jóvenes y que mejor forma que compartir mi experiencia, contar mi historia, haciéndoles más fácil el camino, y haciéndolas ver que si quieren, pueden.  Bien es cierto que en temas de conciliación tenemos mucho por hacer, pero también es verdad que está en nosotras romper moldes y animar a aquellos (hombres), que se salen de los estereotipos conocidos, a que cuentes sus historias y las normalicen. Tengo dos hijas, y en casa, además de potenciar la figura de la mujer, trabajamos diariamente en potenciar, sobre todo,  la figura de la persona.

¿Qué hacer? ¿Cómo contribuir? Haciendo  visibles referentes femeninos,  contando historias de hombres que han roto moldes, celebrando los logros de las mujeres, normalizando las cosas, trabajando y educando desde edades tempranas,…, existen muchas organizaciones e iniciativas que nos facilitan esta labor. Cito aquellas con las que he colaborado durante este año  #TechnovationChallenge #PowertoCode #SteMatesElla, #InspiringGirls, #StemTalent #WomanForward #Clickthatmatters.

Y tú. Después del #IWD2019, ¿Qué vas a hacer?.¿Cómo vas a contribuir a que las cosas cambien a mejor? Estoy convencida que si tod@s aportásemos un poquito, conseguiríamos acelerar este proceso de cambio


CHANGE BY DOING


Taking advantage of tomorrow´s  International Women's Day, it is a good time to ask ourselves about What have you done after # IWD2018? How have you contributed to make things change for the better? It is clear that a balanced world, a diverse world is a better world, and although we could talk about many types of diversity, today we must do a zoom in on the GENDER diversity. How can you help to forge a world where there is equality of GENDER? If we want things to happen, we have to provoke them, we can not leave this task only in the hands of the goverment and public institutions.

As an executive woman in a field as relevant today as the TIC, I knew I had to contribute to help the new generations of girls and young women sharing my experience, telling my story , making the path easier to them, and making them see that if they want, they can. It is true that in conciliation issues we have much to do, but it is also true that it is in us to break the molds and encourage those (men), who has gotten out of the known stereotypes, to tell their stories and normalize them. I have two daughters, and at home, in addition to enhancing the figure of women, we work daily to enhance, above all, the figure of the person.

What to do? How to contribute? Making visible feminine referents, telling stories of men who have broken the molds, celebrating the achievements of women, normalizing things, working and educating in early ages, ..., there are many organizations and initiatives that facilitate this work. I mention those with which I have collaborated during this year # TechnovationChallenge #PowertoCode #SteMatisShe, #InspiringGirls, #StemTalent #WomanForward #Clickthatmatters.

And you. after # IWD2019, what are you going to do? How are you going to contribute to make things change for the better? I am convinced that if we ALL contributed a little bit, we would accelerate this process of change


MUDE FAZENDO


Aproveitando que amanhã é o  Dia Internacional da Mulher, é um bom momento para nos perguntar sobre o que você fez depois de # IWD2018. Como você contribuiu para que as coisas mudassem para melhor? É claro que um mundo equilibrado, um mundo diverso é um mundo melhor e, embora pudéssemos falar sobre muitos tipos de diversidade, hoje é para falar da diversidade de GÊNERO. Como você pode ajudar a forjar um mundo onde existe igualdade de gênero? Se queremos que as coisas aconteçam, temos que provocá-las, não podemos deixar essa tarefa apenas nas mãos do governo e das instituições públicas.

Como mulher executiva em um campo tão relevante hoje como são as TIC, sabia que tinha que contribuir para ajudar as novas gerações de meninas e jovens compartilhando minha experiência, contando minha história, tornando o caminho mais fácil para elas, e fazendo com que elas percebessem que se elas quiserem, elas podem. É verdade que em questões de conciliação temos muito a fazer, mas também é verdade que está em nós quebrar os moldes e encorajar aqueles (homens), que saíram dos estereótipos conhecidos, a contar suas histórias e a normalizá-las. . Tenho duas filhas e em casa, além de valorizar a figura feminina, trabalhamos diariamente para valorizar, sobretudo, a figura da pessoa.

O que fazer? Como contribuir? Fazendo visíveis referências femininas, contando histórias de homens que quebraram os moldes, comemorando as conquistas das mulheres, normalizando as coisas, trabalhando e educando desde cedo, ..., há muitas organizações e iniciativas que facilitam esse trabalho. Menciono aqueles com os quais eu colaborei durante este ano #TechnovationChallenge #PowertoCode #SteMatisShe, #InspiringGirls, #StemTalent #WomanForward #Clickthatmatters.

E você,  depois de # IWD2019, o que você vai fazer? Como você vai contribuir para que as coisas mudem para melhor? Estou convencida de que, se tod@s contribuíssemos um pouco, aceleraríamos esse processo de mudança